Hello world! :)
Chamo-me Alexandra e tenho 24 aninhos. Estudo Ciências dos Computadores na FCUP mas o meu verdadeiro sonho é seguir Design Gráfico para o que sou formada através da escola FLAG com média de 17. Além disso sou uma aventureira e estou sempre metida em novos projetos, exemplo disso é este blogue que apesar de me fazer sentir feliz e realizada é atualizado sempre a pensar em vocês e no que gostam.
Este projeto nasceu a 24 de novembro de 2011 através do meu canal do Youtube já que estava a aprender a cuidar de mim fosse em roupas, saúde ou maquilhagem. A verdade é que na altura senti necessidade de criar o canal porque tinha muitas dificuldades nas coisas mais básicas e queria transmitir os meus problemas e como os resolvi a quem estivesse na mesma situação que eu. Tímida como era acabei por abandonar um pouco os vídeos e criar este blogue que estão a ler.
Para me conhecerem um pouco mais, além de me lerem e tentarem conviver comigo nos meus contactos (ver aba respetiva) podem ler estes posts e estas TAG's e darem-me a vossa opinião.
Sorrisos,
Alexandra :)

A 22/03/2012

EM quinta-feira, março 22, 2012
Alexandra Cardoso Escreve

Aviso desde já que esta 2ª parte têm conteúdo impróprio a menor de dezoito anos. Por favor compreendam que não me responsabilizo por qualquer susceptibilidade surgida pela leitura do texto já que estou a avisar antes do mesmo.


    A noite caiu devagar para ela, que, esperava ansiosamente.
    Não soube quanto tempo esperou, mas quando já estava a morrer de tédio, avistou os seus amigos. Todos de bom humor, a conversar e a rir-se. Parece que aproveitaram o dia. Ela não era excepção, pensou durante o dia inteiro como se declarar a ele, e preparou um plano.
    No jantar, ela e ele foram os primeiros a terminar, e logo depois foram os outros. Após ter lavado os pratos, ele foi chamado para conversar em particular com ela. Então finalmente seria a hora, estavam sozinhos e ninguém poderia atrapalha-los.
    - Queria dizer-te uma coisa...
    - Fala! - ele não estava a gostar disto, ela estava muito nervosa.
    - Si… si… sinto que neste tempo em que nos conhecemos, passei a... a... gostar de ti... eu si-sinto que te amo... - a noticia fê-lo quase cair para trás de surpresa, ele não imaginava que ela gostava, ou melhor, amava-o. Então era correspondido?
    - Estás a falar a sério? - perguntou pasmado.
    - Es-estou. - Respondeu timimamente.
    - Ahhh! - (grito de surpresa e felicidade ao mesmo tempo) - Eu também te amo! Amo-te muito… mesmo! - uma onda de felicidade tomou conta do seu corpo, e sem se segurar ele abraçou-a animadamente, deixando-a vermelha. E ao perceber isso, colocou-a no chão mas continuava a abraça-la, enquanto colava os seus lábios nos tão desejados lábios dela.
    Ela ficou surpresa por um tempo, mas abriu espaço para a língua morna explorar a sua boca, a língua passava por todos os cantos da boca, e de vez em quando brincava com a dele. A sensação era boa, tanto que entrelaçou os seus braços no seu pescoço e aprofundou o beijo, esse beijo era quente e apaixonado.
    Ele parou o beijo profundo com um longo beijo suave e olhou-a nos olhos, aqueles olhos lhe transmitiam desejo e luxúria, algo que também era transmitido dos seus. Então sabendo que havia o desejo e embalado pelo momento, ele beijou-a novamente, mas desta vez com toda a luxúria que poderia transmitir. Enquanto a beijava, ele pressionou-a na parede e passou a beijar-lhe o pescoço, causando um gemido abafado nela.
    Enquanto a beijava, as mãos dele deitaram-na no chão. Tendo ela totalmente submissa e sob si, começou a tirar a sua blusa branca, e em seguida tirou o sutiã. Parou um pouco de beijá-la e contemplou o que via, o corpo dela era belo, era perfeito. Começou por beijar os seus mamilos rosados e ouvir um gemido. Conforme ia chupando e mordiscando de leve essa área sensível, podia ouvir os gemidos ficarem mais altos. Parou um tempo para respirar - aqueles gemidos estavam a deixá-lo louco pelo que começou a fazer uma fila de beijos na barriga dela, e conforme ia descendo ia tirando a roupa dela. Quando finalmente a tinha despida sob si, despiu-se sob um olhar atento. Ele tirou as roupas rapidamente para aproveitar aquele momento o máximo possível.
    Quando terminou de tirar aquelas roupas, voltou a ficar em cima dela e voltou a explorar aquela boca enquanto massajava a sua feminilidade causando um gemido abafado pelo beijo. Um dedo passou a penetrá-la, devagar para que ela não se sentisse desconfortável com a invasão dentro de si.
Ele parou de beijá-la para poder voltar a beijar os mamilos dela e refazer aquele caminho na barriga até chegar ao local que à pouco estava a explorar. Admirou-a por um tempo e logo depois começou a beijar, causando um alto gemido, e passou a penetrá-la com dois dedos, e desta vez os gemidos passaram para gritos de prazer. Ele fez esta acção por um tempo, até ela não aguentar mais.
    Não satisfeito, parou e ajoelhou-se à frente dela e abriu o máximo que podia as suas pernas. Percebendo o que ele ia fazer, mordeu o lábio inferior e começou a sentir o membro dele a penetrá-la. Calmamente sentiu-se a ser invadida, cada vez mais fundo até que sentiu uma dor forte quando o seu selo que dizia que era virgem foi rompido.
    Ignorando o grito, penetrou-a calmamente e foi aumentado a velocidade devagarinho. No momento que estava perto do ápice, só se ouvia os gritos de prazer de ambos. Ele não aguentou mais e num grito chamando o nome da sua amada veio-se, espalhando as suas sementes ao mesmo tempo que ela se vinha, românticamente, tal como nas histórias que ela lia. Esgotado, saiu de dentro dela para se deitar ao seu lado.
    - Amo-te! – ouviu-o dizer.
    - Também te amo! - foi a resposta que ela deu com a sua voz suave.
E o amor deles foi selado com um beijo terno e cheio de inocência. Aquela noite era de lua cheia, e não havia nenhuma nuvem no céu, ninguém ouviu ou viu nada, tornando a lua a única a presenciar o amor que duraria a vida inteira.
Fim

Escrito por Rasec Noir 
(algumas partes adaptadas por Alexandra Cardoso)

4 opiniões super acertadas:

A tua opinião é sempre bem-vinda. ^^
Todos os comentários serão respondidos no próprio post.

  1. Demasiado romântico ara o meu gosto..sou mais de terror,e crueldade,mas admito a história é bonita ;)
    Biju**
    Luna

    ResponderEliminar
  2. Não tenho 18 mas já estou habituada a ler ehehehe
    beijos

    ResponderEliminar
  3. Você é safada viu!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Rs! Quem escreveu isso foi meu noivo, só aproveitei a escrita e a reformulei um pouquinho.

      Eliminar

A tua opinião é sempre bem-vinda. ^^
Todos os comentários serão respondidos no próprio post.

 

This blog's design was created by Alexandra Cardoso inspired in Dzignine's design.
©Alexandra Cardoso 2011-2014