Hello world! :)
Chamo-me Alexandra e tenho 24 aninhos. Estudo Ciências dos Computadores na FCUP mas o meu verdadeiro sonho é seguir Design Gráfico para o que sou formada através da escola FLAG com média de 17. Além disso sou uma aventureira e estou sempre metida em novos projetos, exemplo disso é este blogue que apesar de me fazer sentir feliz e realizada é atualizado sempre a pensar em vocês e no que gostam.
Este projeto nasceu a 24 de novembro de 2011 através do meu canal do Youtube já que estava a aprender a cuidar de mim fosse em roupas, saúde ou maquilhagem. A verdade é que na altura senti necessidade de criar o canal porque tinha muitas dificuldades nas coisas mais básicas e queria transmitir os meus problemas e como os resolvi a quem estivesse na mesma situação que eu. Tímida como era acabei por abandonar um pouco os vídeos e criar este blogue que estão a ler.
Para me conhecerem um pouco mais, além de me lerem e tentarem conviver comigo nos meus contactos (ver aba respetiva) podem ler estes posts e estas TAG's e darem-me a vossa opinião.
Sorrisos,
Alexandra :)

A 23/06/2012

EM sábado, junho 23, 2012
Alexandra Cardoso Escreve

Olá meninos e meninas! :)
Chegámos ao último dia desta rubrica e vamos acabar com um pouquinho de tudo, isto é, com aqueles pequenos temas que não se encaixaram nos grandes temas que já falei. Sobre alimentação, roupas e até cabelos: o que se deve fazer no verão? 
Espero que gostem e vos seja útil! ^^
Sorrisos,
Alexandra




Já aqui falei de auto bronzeadores mas infelizmente nem sempre ficamos com aquele tom desejado, e nem sempre temos tempo de completar o tom indo à praia. Então como resolver a situação? Fácil, fácil! Tendo uma alimentação que ajude a tal. Aqui vai uma lista daquilo que devemos ingerir para nos ajudar a ter uma corzinha, além de nos ajudar a proteger a pele exposta ao sol. ^^
Carotenos - Presente em cenouras, papaias, mangas, beterrabas, alperces e vegetais de folha verde, dá uma proteção SPF 3.
Licopeno - Este carotenóide vermelho pode ser encontrado no tomate, pimento e melancia também dá uma proteção SPF 3.
Cacau - O cacau ajuda a proteger a pele das queimaduras e do cancro. Mas basta comer 20g de chocolate negro (sem leite) por dia.
Chá verde e preto - A sua riqueza em polifenóis dá ao chá o poder de proteção natural da pele contra os radicais livres gerados.
Microalgas - A clorela e a spirulina protegem a pele, os olhos e o rosto às radiações ultravioleta.
Vitamina C - Presente em acerolas, goiabas, kiwis e todos os citrinos, previne o envelhecimento e o cancro de pele graças ao seu poder antioxidante.
Vitamina D - Esta vitamina, fabricada pelo nosso corpo sob a ação dos raios solares (porque eles não têm só efeitos negativos), é fundamental para a fixação do cálcio e proteção contra cancro da pele.
Brócolos - Com antioxidantes, além de ter propriedades anti cancerígenas, ajuda as células do corpo a protegerem-se dos efeitos negativos da radiação solar
Ácidos gordos ómega-3 - Presentes em peixes gordos (como salmão e sardinha) e no óleo de linhaça, têm uma acção anti-inflamatória e protegem a pele dos escaldões.
Água - Nunca pensamos nela como um alimento, mas é fundamental para a pele produzir o seu filme hidrolipídico de proteção, que a mantém hidratada, elástica e saudável.

Só os cabelos oleosos se adequam ao ambiente à beira-mar. Todos os outros sofrem! Extenuados por  passarem do seco ao molhado, do sol à água, capitulam e tornam-se um autêntico monte de palha. Porque será? E como os podemos proteger?
O trio vento, água do mar e UV são os culpados. Os UV agridem a estrutura dos cabelos que s
e tornam secos e porosos. A água do mar depõe o seu sal sobre os seus filtros protetores e trava a secreção de sebo. O vento acaba com eles já que asfixia as raízes e as escamas descolam-se.
Assim estamos proibidos de os deixar secar à torreira do sol que mina a ceratina e torna os cabelos quebradiços e baços.
Mas podemos passá-los por água depois de cada banho de mar: prendê-lo com travessões ou atilhos macios para que não fiquem ressequidos com o vento; lavá-los com champôs de cânfora e mentol, pelo efeito refrescante.
Sem nunca esquecer de proteger o couro cabeludo antes e depois de cada banho com um produto de tratamento capilar solar. Envoltos num filtro lípidico, os cabelos ficam isolados da água e qualquer agressão.

Quer se esteja na praia, no campo ou na cidade, é muitas vezes difícil suportar o calor quando a temperatura aumenta! Deixa-nos moles e com mau-estar. Eis algumas medidas que se devem seguir para o evitar:
Comer comida leve sobretudo alimentos ricos em água (pepinos, tomate, frutos de verão, ...) e evitar os pratos quentes que obrigam o corpo a lutar contra uma fonte de calor complementar. Não beber bebidas geladas já que o organismo leva mais tempo a absorvê-las.
Vestir-se com inteligência, isto é, investir nas roupas largas, que permitam ao ar circular à volta de todo o corpo, e com grande IP. Cada tecido possui o seu IP variável segundo as fibras e a cor (por exemplo umas calças de ganga têm IP 150 e uma T-shirt de algodão tem IP 6). Quanto às cores, as escuras repelem os UV e as claras repelem os IV (infravermelhos).
Molhar a cara pois numa pele sensível o calor faz rebentar os vasos capilares. Pode-se passar a cara por água fresca mas os vaporizadores são preferíveis já que não contêm calcário.
Podes também atenuar a frescura utilizando um produto refrigerante enriquecido em mentol ou cloretos. O mentol age como uma pedra de gelo e o efeito dura cerca de 20 minutos. Já os sais farão a temperatura da pele em cerca de 4ºC mantendo a frescura por várias horas.
Se sentes as pernas pesadas, passa-as por chuveiro (a água deve ir de baixo para cima) durante 3 minutos, com a água a 22ºC. Se tens dores nas pernas com frequência procura andar pelo menos 500m (dentro de água ainda melhor) para que a planta do pé seja estimulada e o sangue suba mais facilmente ao coração.

A moleza e o mau-estar não são os únicos inconvenientes do calor. A transpiração também é uma das defesas do corpo contra o sol e o calor. No entanto não é nada confortável andar transpirado. Como o evitar?
O meio mais eficaz continua a ser o desodorizante, que tem uma ação tripla. Além de diminuir o fluxo do suor sem o bloquear (os componentes adstringentes apertam os poros da pele dando o efeito antitranspirante), age mediantes outros agentes (álcool, ativos específicos ou ambos) sobre as batérias controlando, ou ate aniquilando, a sua proliferação. Finalmente é uma ratoeira para os odores graças aos captores cujo objetivo é prolongar o efeito antitranspirante. Existem ainda desodorizantes que contém componentes antibacterianos. Utiliza, de preferência, um desodorizante sem álcool porque, associado ao sol, fragiliza a nossa pele.
Quanto ao tipo de embalagem o spray é o mais vendido por ser o mais fácil de aplicar mas também contém menos ativos para não obstruir o difusor. O stick é tão eficaz quanto o roll-on, mas é mais irritante pelo que não se deve utilizar logo a seguir à depilação das axilas. Os cremes são ideais para peles sensíveis e irritadas devido aos agentes gordos que nutrem a pele. São a forma mais eficaz e doseada em ativos, depois dos roll-on.
Em qualquer caso não se utiliza desodorizante sem ter a pele limpa pelo que se deve tomar um bom banho antes da sua aplicação.

Por muito que fosses avisado ou por mais cuidados que tenhas tido a verdade é que ficaste vermelho como uma lagosta, ou seja, apanhaste um escaldão. Arde-te a zona queimada e quase não te podes mexer. O que fazer agora?
Não restam dúvidas, apanhaste mesmo um escaldão. Trata-se de uma super irritação cutânea que pode ir até à verdadeira queimadura, à destruição de células (queda da pele), formação de empolas, cicatrizes ou manchas pigmentárias.
O mal está feito e agora só te podes tratar. Pincela com Biafine (vende-se nas farmácias), creme com virtudes anti séticas, antiedematosas e drenantes. Aplica o creme numa camada espessa e massaja suavemente para o fazer penetrar bem. Porém o escaldão não é muito grave, aplica um after-sun suavizante que nutrirá a pele ao mesmo tempo que a refresca. Caso a tua pele esteja boa aplica o after-sun na mesma para que esta não seque.


1 opiniões super acertadas:

A tua opinião é sempre bem-vinda. ^^
Todos os comentários serão respondidos no próprio post.

  1. Optimo post!
    Por acaso não sabia do caso dos cabelos oleosos/secos com a praia...sendo assim tenho de arranjar casa à beira-mar, se não não me safo xD
    Gostei! beijinhoo*

    ResponderEliminar

A tua opinião é sempre bem-vinda. ^^
Todos os comentários serão respondidos no próprio post.

 

This blog's design was created by Alexandra Cardoso inspired in Dzignine's design.
©Alexandra Cardoso 2011-2014