Hello world! :)
Chamo-me Alexandra e tenho 24 aninhos. Estudo Ciências dos Computadores na FCUP mas o meu verdadeiro sonho é seguir Design Gráfico para o que sou formada através da escola FLAG com média de 17. Além disso sou uma aventureira e estou sempre metida em novos projetos, exemplo disso é este blogue que apesar de me fazer sentir feliz e realizada é atualizado sempre a pensar em vocês e no que gostam.
Este projeto nasceu a 24 de novembro de 2011 através do meu canal do Youtube já que estava a aprender a cuidar de mim fosse em roupas, saúde ou maquilhagem. A verdade é que na altura senti necessidade de criar o canal porque tinha muitas dificuldades nas coisas mais básicas e queria transmitir os meus problemas e como os resolvi a quem estivesse na mesma situação que eu. Tímida como era acabei por abandonar um pouco os vídeos e criar este blogue que estão a ler.
Para me conhecerem um pouco mais, além de me lerem e tentarem conviver comigo nos meus contactos (ver aba respetiva) podem ler estes posts e estas TAG's e darem-me a vossa opinião.
Sorrisos,
Alexandra :)

A 10/09/2012

EM segunda-feira, setembro 10, 2012
Alexandra Cardoso Escreve

Olá meninos e meninas! :)
Hoje venho com um assunto delicado que é o estado da sociedade. Acabei de ver um vídeo que já muitos devem ter vistos na última hora, mas que me tocou profundamente, ao ponto de me inscrever no canal da Rita.

Devo dizer que admirei imenso a atitude dela e embora saiba que ia ter uma igual (mais devido à timidez do que propriamente ao auto-controlo), a verdade é que a senhora não a merecia. Nem ela nem ninguém que venha com uma atitude idêntica. 
Já tive estilo gótico, vestida com corpetes e saias longas, vestida e maquilhada toda de preto, com correntes e muito mais. Era assim que me sentia bem comigo mesma. Ou melhor, achava que sentia, isto porque todos me criticavam e se afastavam de mim. Embora gostasse da forma como me apresentava (e continuo a amar esse estilo) a verdade é que não me sentia bem comigo mesma, achava que devia ser ignorante ou atiradiça ou outra coisa qualquer porque era o que todos me chamavam. 
Até que um dia me disseram para mudar, não por gostarem ou não mas porque "Quem se veste assim tem que ter muita auto-estima!" e tem mesmo! E para o meu bem, que sofro de para-suicídio, tive que mudar de estilo, ser mais feminina mas sem exagerar. Mas não deveria ser eu a mudar (nem outras pessoas que o tenham feito) devia ser esta sociedade maldita em que nos encontramos. 
Esta sociedade tem que começar a respeitar-se uns aos outros seja por causa do estilo, orientação sexual ou mesmo por causa do sexo ou da raça. Sim, porque em pleno séxulo XXI ainda existe racismo e sexualismo (não é apenas machismo mas também feminismo) puro! Como é possível? 
Choca-me quando o meu pai me diz que não gosta de pretos, que nunca lhes faria nada de mal mas que não os aceita na sociedade. Isto choca-me! Mesmo tentando controlar o racismo dele (ao ponto de só aos 24 anos descobrir que ele o é), choca-me. Mas não me chocaria menos se fosse outra pessoa com o mesmo pensamento. Ou se calhar até chocaria, porque infelizmente já estou habituada a esta sociedade de treta, a esta sociedade de lixo, a esta sociedade desprezível que só sabe julgar o livro pela capa mesmo não sabendo que se calhar tem nas mãos um dos melhores livros do mundo. 
Temos que fazer algo AGORA, JÁ! Não dá para esperar mais, e mesmo que sejamos só um ou dois a tentar fazer, pelo menos vamos tentando fazer e sempre ouvi dizer que "Grão a grão enche a galinha o papo" e haveremos de chegar a algum lado.
Enfim... Só um desabafo. Desculpem.
Sorrisos,
Alexandra

3 opiniões super acertadas:

A tua opinião é sempre bem-vinda. ^^
Todos os comentários serão respondidos no próprio post.

  1. Que horror! Não acredito que tenham feito algo assim!!

    ResponderEliminar
  2. Coitada da miúda! :O

    http://mantinhaderetalhos.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. Se fosse eu no lugar dela nem respondia.. mas aquele ditado "quem cala consente..porque não está para discutir idiotices..". Sempre fui assim quando na secundaria diziam que era satânica, ou apontavam o dedo.. Nunca liguei para o que diziam e até me ria da ignorancia das pessoas. E como comentei no facebook..agora as pessoas adoram caveiras e taxas..sinto.me uma vanguardista. O que me fez perceber q não temos de pertencer a nenhum grupo com rotulo foi quando senti o dedo apontado dentro do meu ciclo de supostos amigos ao ser chamada de Poser...Por isso penso q não são só as pessoas idosas é toda a gente..mas não há nada que possamos fazer, se não sermos nos mesmos!!. aí as pessoas percebem o quão ridículas estão a ser porq nós continuamos a ser quarentes nos próprios.. E sinceramente não acho que a Rita seja coerente com ela.. pelo q vi no youtube e redes sociais.. foi apenas a impressão q ficou e q sim de certa forma é para chamar a atenção..mas não é por isso q lhe aponto o dedo..deixa lá a moça viver como quer.. E ainda bem que agora te sentes melhor contigo mesma.
    Bjinhos***

    ResponderEliminar

A tua opinião é sempre bem-vinda. ^^
Todos os comentários serão respondidos no próprio post.

 

This blog's design was created by Alexandra Cardoso inspired in Dzignine's design.
©Alexandra Cardoso 2011-2014