Hello world! :)
Chamo-me Alexandra e tenho 24 aninhos. Estudo Ciências dos Computadores na FCUP mas o meu verdadeiro sonho é seguir Design Gráfico para o que sou formada através da escola FLAG com média de 17. Além disso sou uma aventureira e estou sempre metida em novos projetos, exemplo disso é este blogue que apesar de me fazer sentir feliz e realizada é atualizado sempre a pensar em vocês e no que gostam.
Este projeto nasceu a 24 de novembro de 2011 através do meu canal do Youtube já que estava a aprender a cuidar de mim fosse em roupas, saúde ou maquilhagem. A verdade é que na altura senti necessidade de criar o canal porque tinha muitas dificuldades nas coisas mais básicas e queria transmitir os meus problemas e como os resolvi a quem estivesse na mesma situação que eu. Tímida como era acabei por abandonar um pouco os vídeos e criar este blogue que estão a ler.
Para me conhecerem um pouco mais, além de me lerem e tentarem conviver comigo nos meus contactos (ver aba respetiva) podem ler estes posts e estas TAG's e darem-me a vossa opinião.
Sorrisos,
Alexandra :)

A 18/09/2013

EM quarta-feira, setembro 18, 2013
Alexandra Cardoso Escreve


Hello world! :)
Admito que ando um pouco cansada e por isso não tenho tido pachorra para blogues, seja para fazer posts, para vos responder ou mesmo para ver a fundo os vossos cantinhos. No entanto admito bastante culpada quando abandono um pouco este meu refúgio. Assim, enchendo-me de inspiração (ou não) decidi fazer mais um capítulo desta história tão encantadora. 
Por enquanto digam-me qual o vosso capítulo favorito até agora e como acham que irei terminar?
Sorrisos,
Alexandra :)


Pela toca do coelho 

 
Quem roubou as tortas?

Alice, atenta, observava tudo o que se passava à sua volta. Os reis estavam elegantemente sentados nos seus respetivos tronos adornados a ouro; muitas pessoas, vestidas todas de maneira completamente diferente, murmuravam entre si fazendo com o que as enormes paredes do salão ecoassem; por cima das suas cabeças via-se centenas (ou seriam milhares?) de gaiolas de oiro, cada uma com um passáro diferentes, umas eram grandes como pavões, outras tão pequenas que mal um grilo deveria caber lá dentro; no centro via-se um jovem certemente bem vestido se estivessemos no século XIV em França, mas para os padrões atuais soava um pouco estranho. Alice também reparou que o jovem trazia um lenço branco na mão no qual estava bordada, tal como nos macacões que tinha visto dos pintores, uma carta de ouros, provavelmente um valete. Exatamente, era assim que estava parecido o jovem, parecia um valete. Atrás de si, junto à parede estava uma mesa enorme recheada de mil e uma iguarias. Havia imensos perús prontos a trinchar, tal como no Natal, aletria, bolas de berlim, doces conventuais, rissóis de imensas formas, até frutas bem esculpidas como em casamentos. Aquilo fazia-a babar-se quando ouviu novamente uma trompeta. Olhou em volta procurando o som e reparou finalmente que o Coelho branco estava no colo da Rainha que tinha na mão a famosa trompeta.
- Peço aos jurados que se apresentem! - ordenou na sua voz de roxinol mal cantado.
Junto das janelas tinha uma bancada com doze pessoas, cada uma com uma lousa na mão esquerda e uma pena de pavão na outra. Começaram a escrever...
- Escrever com uma pena em lousa? Que estupidez! -  pensava Alice para consigo quando reparou que, ao voltarem os quadros, os jurados tinham escrito "Que estupidez!" em cada um deles. - Vai ser bonito se eles escreverem tudo o que eu pensar, vai, vai!
O rei levantou-se e com uma mão sobre o peito, como se fosse cantar o hino, declamou:

A Rainha de Copas fez algumas tortas,
Em um dia de verão:
O Valete de Copas roubou todas elas,
E levou embora sem hesitação.

- Que se chame a primeira testemunha!
E em menos de um segundo as grandes portas dos salões abriram-se sem hesitação e o Chapeleiro Louco, juntamente com a gorda vestida de lebre e o jovem espinhoso com um leirão no colete, avançou sem medo até estar lado a lado com o jovem valete.
- Tire o seu chapeú! Imediatamente! - Eram as ordens do rei.
- Desculpe-me meu rei mas o chapéu não é meu! - defendeu-se o Chapeleiro.
- Ladrããããão! Prendam-no imediatamente. - era a rainha quem dava a ordem desta vez.
- Calma! Calma! - dizia o Chapeleiro super atrapalhado. - Apenas não é meu porque o estou pondo à venda, faço chapéus para os outros comprarem logo nunca serão meus.
- Bom ponto de vista. Estejam quietos, não o prendam! - o rei sempre fora mais compreensivo do que a rainha mas era esta que olhava o locutor com um ar bastante intrigado.
- Bem, então faça o depoimento. E sem tremer, ou lhe mandarei cortar a cabeça. - acabei de referir que a rainha não era meiga, certo?
- Sou um homem simples, majestade! Estava tomando meu chá e minha torrada  quando começou a centilação....
- Que centilação? - disse o rei com ar de poucos amigos.
- A que começa com C, meu rei.
- Claro que começa por C, queria que começasse pelo quê?
- Por Q, majestade?
- Mas que disparate!
- Não é disparate nenhum, ora oiça...
- Não quero ouvir nada, seja você a dizê-lo ou essa gorda ao seu lado.
- Não me chame de gorda, seu... - mas a verdade é que a Lebre teve medo de terminar a frase não fosse ser executada.
Nesse momento toda a gente aplaudiu a sua atitude, a sua coragem, ou falta dela. Pelo menos Alice não conseguia decidir qual delas seria. 
- Se é isso que você sabe sobre o caso pode ir embora, Chapeleiro. Mas os seus amigos vão para a masmorra!
Enquanto alguns soldados da Rainha acompanhavam o Chapeleiro ao átrio do castelo e as outras duas personagens às masmorras entrou a nova testemunha, a Condessa que vinha com o gato de Cheshire ao colo.
- Faça seu depoimento! Imediatamente!
- Não faço não!
- Não faz?
- Não!
- Porque não?
- Porque não!
- Levem-na para as masmorraaaaaaas! - a voz da Rainha tinha aparecido de repente no meio daquela conversa esquesita.
- Mas meu amor, estamos a ficar sem testumanhas...
- Não faz mal. Ela que testemunhe. - e levantou o seu dedo indicador em frente, apontando alguém. Esse alguém estava com um vestido azul e ela loira. Esse alguém... era Alice!

6 opiniões super acertadas:

A tua opinião é sempre bem-vinda. ^^
Todos os comentários serão respondidos no próprio post.

  1. Que giro! :D
    R: As Dr. Martens brancas porque já tenho umas botas pretas mas sim, tens razão vão sujar-se com muita mais facilidade x)
    Haha a bandeira no caderno foi um bocado irónico, eu sei mas só reparei nisso quando já o tinha feito xD
    Por enquanto sou ovolactovegetariana :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem que gostaste! ^^
      Sorrisos,
      Alexandra :)

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Às vezes... mas estou mortinha por acabar esta história e quando escrevemos à força não sai tão bem, acho eu. =X
      Sorrisos,
      Alexandra :)

      Eliminar
  3. A Rainha de Copas é sempre tão (nada) meiga :P
    Beijinho grandeee*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nada de nada. hehe
      Sorrisos,
      Alexandra :)

      Eliminar

A tua opinião é sempre bem-vinda. ^^
Todos os comentários serão respondidos no próprio post.

 

This blog's design was created by Alexandra Cardoso inspired in Dzignine's design.
©Alexandra Cardoso 2011-2014