Hello world! :)
Chamo-me Alexandra e tenho 24 aninhos. Estudo Ciências dos Computadores na FCUP mas o meu verdadeiro sonho é seguir Design Gráfico para o que sou formada através da escola FLAG com média de 17. Além disso sou uma aventureira e estou sempre metida em novos projetos, exemplo disso é este blogue que apesar de me fazer sentir feliz e realizada é atualizado sempre a pensar em vocês e no que gostam.
Este projeto nasceu a 24 de novembro de 2011 através do meu canal do Youtube já que estava a aprender a cuidar de mim fosse em roupas, saúde ou maquilhagem. A verdade é que na altura senti necessidade de criar o canal porque tinha muitas dificuldades nas coisas mais básicas e queria transmitir os meus problemas e como os resolvi a quem estivesse na mesma situação que eu. Tímida como era acabei por abandonar um pouco os vídeos e criar este blogue que estão a ler.
Para me conhecerem um pouco mais, além de me lerem e tentarem conviver comigo nos meus contactos (ver aba respetiva) podem ler estes posts e estas TAG's e darem-me a vossa opinião.
Sorrisos,
Alexandra :)

A 22/10/2013

EM terça-feira, outubro 22, 2013
Alexandra Cardoso Escreve

 Hello world! :)
Como disse ontem, hoje começamos com o novo conto. Ele é mais um thriller levezinho mas que eu amo a história, é diferente do que normalmente escrevo, percebem? Se calhar por isso é que estava tão mortinha por o apresentar aqui. :) Quero dedicar esta história à pessoa mais especial da minha vida, o meu mais que tudo, o homem da minha vida, o Sec Sec. :)
Acham que esta história começou bem? Vocês gostam de thrillers? Ou preferem ou tipo de literatura?
Sorrisos,
Alexandra :)

PS: Não se esqueçam do pseudo-concurso começado aqui. Quem me trouxer mais subscritores esta semana recebe umas prendinhas. :)


Conhecer a casa nova
Finalmente Quental e Rasec tinham entrado no apartamento universitário. Ainda não se conheciam bem mas sabiam que faziam parte do mesmo curso e também que iriam partilhar o novo espaço. Era certo que sabiam que haviam ouvido falar numa lenda acerca do nº 41 da residência universitária, em que vários estudantes haviam sido encontrados mortos naquele mesmo apartamento mas não era isso que os parava. Sentiam-se finalmente livres, por já não viverem no mesmo tecto que os pais, pelo menos durante a semana, e nada mais lhes importava.
-Bem, eu fico com este e tu com aquele. – Foram as palavras Quental ao ver a forma da nova casa.
-Por mim tudo bem. – Respondeu Rasec com um sorriso.
Quental pegou na sua mala, que nada mais era do que um simples saco desportivo azul-escuro, e dirigiu-se para o quarto escolhido. Rasec agarrou também nos seus pertences e foi para o seu quarto com um passo firme e seguro. Estava ciente do que estava a acontecer e gostava da sensação que tinha naquele momento, daquela sensação de liberdade. Gostou também do seu quarto. Era bastante escuro, como Rasec gostava, mas tinha luminosidade suficiente para que não batesse em nada e pudesse ver aquilo que queria. A cama de solteiro estava feita. Não sabia ao certo se teria que a fazer ou não mas ainda bem que assim estava, o que lhe daria menos trabalho. Do lado esquerdo do quarto havia também uma secretária com um Toshiba para que pudesse trabalhar. Aquele era um dos poucos benefícios dos quais os alunos do seu curso podiam usufruir, era um dos bons motivos para entrado em Engenharia de Redes e Sistemas Informáticos. E do lado direito encontrava-se o armário para a roupa. Era um quarto pequeno, sem dúvida, mas tinha o que era preciso. Pousou a mala de viagem sob a casa e abriu o guarda-vestidos. Tinha uma barra com várias cruzetas onde poderia guardar a roupa e três pequenas gavetas encontravam-se entranhadas na parte debaixo do armário. Curioso, como era, tinha que as abrir. Tal como era de esperar, a primeira nada tinha, tal como a segunda. Pensou que se calhar não valeria abrir a última pois também não teria nada mas mesmo assim tentou. Fez um ar surpreso quando descobriu que não estava vazia. Ali via uma pequena caixa de madeira, uma carta e um CD de música.
-Rasec! – Chamou Quental.
Rapidamente atirou com as três coisas para dentro da gaveta a que pertenciam. Quental bateu na porta e entrou.
-Sei que ainda não nos conhecemos bem mas gostava de dar uma festa, aqui, no apartamento. Acho que seria bom para nos integrarmos com o resto do pessoal do curso. – Calou-se esperando a resposta de Rasec.
-Claro, porque não? – Era bem verdade que Rasec odiava muita gente junta e que festas nem pensar mas se o colega queria mesmo porquê não lhe fazer a vontade?
-Então arruma o teu quarto e convida os teus amigos. Eu vou tratar da música, da comida e bebidas. Esta vai ser a melhor festa que já aconteceu nesta residência.

6 opiniões super acertadas:

A tua opinião é sempre bem-vinda. ^^
Todos os comentários serão respondidos no próprio post.

  1. Tão giro :3 (O nome Rasec é interessante, sim senhora :P )
    Agora estou para ver o que acontece na festa :P
    Beijinhoooo*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Rasec = César ao contrário. :P
      Não é bem o que acontece na festa, a festa, apesar de acontecer cenas, é pretexto para juntar mais personagens. ;)
      Sorrisos,
      Alexandra ^^

      Eliminar
  2. Gostei imenso do início deste novo conto :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É algo completamente diferente do outro! ^^
      Sorrisos,
      Alexandra :)

      Eliminar
  3. estou a seguir! fiquei curiosa por saber o resto :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ao longo do tempo hás-de saber! ^^
      Sorrisos,
      Alexandra :)

      Eliminar

A tua opinião é sempre bem-vinda. ^^
Todos os comentários serão respondidos no próprio post.

 

This blog's design was created by Alexandra Cardoso inspired in Dzignine's design.
©Alexandra Cardoso 2011-2014