Hello world! :)
Chamo-me Alexandra e tenho 24 aninhos. Estudo Ciências dos Computadores na FCUP mas o meu verdadeiro sonho é seguir Design Gráfico para o que sou formada através da escola FLAG com média de 17. Além disso sou uma aventureira e estou sempre metida em novos projetos, exemplo disso é este blogue que apesar de me fazer sentir feliz e realizada é atualizado sempre a pensar em vocês e no que gostam.
Este projeto nasceu a 24 de novembro de 2011 através do meu canal do Youtube já que estava a aprender a cuidar de mim fosse em roupas, saúde ou maquilhagem. A verdade é que na altura senti necessidade de criar o canal porque tinha muitas dificuldades nas coisas mais básicas e queria transmitir os meus problemas e como os resolvi a quem estivesse na mesma situação que eu. Tímida como era acabei por abandonar um pouco os vídeos e criar este blogue que estão a ler.
Para me conhecerem um pouco mais, além de me lerem e tentarem conviver comigo nos meus contactos (ver aba respetiva) podem ler estes posts e estas TAG's e darem-me a vossa opinião.
Sorrisos,
Alexandra :)

A 24/03/2014

EM segunda-feira, março 24, 2014
Alexandra Cardoso Escreve

Ana Garcês - Infinito mais um - 20 aninhos - uma verdadeira princesa


Alexandra Cardoso - Boa noite princesa Ana! ^^
Ana Garcês - Boa noite, querida Alexandra!

Alexandra Cardoso - Quero começar por agradecer teres aceite este convite para estarmos à conversa. Inspiras-me tanto que não resisti a propôr-te esta entrevista.
Ana Garcês - Começo por dizer que a honra é minha! Por te teres lembrado de mim e me teres proposto esta conversa. É sempre uma coisa assustadora inspirar alguém, espero estar a fazer um bom trabalho!

Alexandra Cardoso - Por falar em inspiração, quais são as tuas para o molde do teu blogue?
Ana Garcês - Eu, mesmo não tendo nenhum curso de design nem nada que se pareça, sempre gostei de coisas clean, minimalistas e de fácil navegação. Esse foi o primeiro passo. O segundo foi aprender a tornar a imagem que tinha na minha cabeça do que seria o blog perfeito para mim numa realidade. O terceiro foi organizar o caos!

Alexandra Cardoso - E quanto a conteúdo?
Ana Garcês -
As pessoas pensam que sou louca quando lhes explico a razão pela qual o meu blog abordar todos os assuntos e não só um, mas para mim tem lógica. Eu, como pessoa, tenho vários interesses, várias paixões e várias camadas - tipo uma cebola - e por isso não fazia sentido abordar só um tema, só uma camada da dita cebola quando isso mostra só uma pequeníssima parte de quem sou. E mesmo assim todos os dias descubro mais camadas, mais facetas e mais paixões. E tento que o meu blog acompanhe isso, essa minha evolução. Dai o design também me ajudar nesse aspecto. Funciona como uma espécie de linha condutora no meio do caos que sou eu e os meus interesses!

Alexandra Cardoso - Consideras-te louca?
Ana Garcês - No fundo, no fundo "We are all a little mad here".

Alexandra Cardoso - Louca pelo quê?
Ana Garcês - Por livros. Por fotografia. Por pequenas coisas como flores no cabelo, o cheiro que fica depois da chuva, o cabelo a me bater na cara devido ao vento. Sou louca por sorrisos sinceros e covinhas em sítios diferentes. Sou louca pela sensação de liberdade. Sou um bocadinho louca pela vida.

Alexandra Cardoso - Qual é o teu maior desejo no momento?
Ana Garcês - Material? Ir fazer umas comprinhas (poucas, prometo!) para a nova estação. Pessoal? Quero entrar no curso superior que quero este ano.

Alexandra Cardoso -
E que curso é esse?
Ana Garcês - Enfermagem!

Alexandra Cardoso - Porquê essa escolha?
Ana Garcês - Desde de pequena que a área da Saúde me fascina. Lembro-me de ir ao médico e ser tão curiosa que o enchia de perguntas. Houve uns tempos em que não sabia bem para onde me virar - como é normal - e não sabia se ia para Ciências ou para Humanidades. Acabei por ir para Ciências e sei que fiz a escolha certa. Decidir-me por Enfermagem demorou mais tempo, envolveu vários factores mas sei que é o meu caminho.

Alexandra Cardoso - O que te fascina mais na área?
Ana Garcês -
O facto de poder ajudar alguém numa parte mais difícil e menos boa da sua vida. Ou numa altura de grande felicidade. E saber que podemos fazer diferença para alguém.

Alexandra Cardoso - Sei que tens um relacionamento de longa duração e vocês parecem muito cúmplices. Qual o vosso segredo?
Ana Garcês - Tinha um relacionamento de longa duração, e sim éramos muito cúmplices. Acho que o segredo eram as pequenas coisas envolvidas num grande amor. As pequenas surpresinhas que ele me fazia. O facto de ele me pegar ao colo quando me doía o joelho. Das danças inesperadas na cozinha. Dos sorrisos trocados quando estávamos em lados opostos da sala. O segredo éramos nós.

Alexandra Cardoso - Acabei de meter a pata na poça?
Ana Garcês - Ora, deixa! Não me importo de responder. A verdade é que eu devo escrever muito bem e ninguém entendeu o que quis dizer com o meu texto sobre o "Fim dos Livros" :p

Alexandra Cardoso - Se não é indiscrição, qual a sensação que ficou no fim do relacionamento?
Ana Garcês - O fim de uma relação é sempre complicado, e custa às duas partes. Cada um lida com isso da melhor maneira que consegue. Eu, por exemplo, durante uns tempos, refugiei-me muito nos livros. Ficou uma sensação de vazio. Uma sensação de que me tinha esquecido de alguma coisa em casa porque ele não estava comigo a meu lado - e eu não me queria esquecer de nada em casa. Que não o podia chamar de amor. Perdi-me por uns tempos também. É sempre difícil, sobretudo quando juramos a nós próprias que sim, é aquele O homem da nossa vida. E quando ele está entranhado em nós e na nossa pele. É complicado. Sobretudo quando todas as pequenas coisas nos lembram dele.

Alexandra Cardoso - Mas de certeza que também vieram coisas boas após esse fim de uma fase.
Ana Garcês - As coisas boas acontecem sempre. Mas temos de fazer o nosso luto primeiro para as conseguirmos apreciar depois.

Alexandra Cardoso - Consegues identificá-las?
Ana Garcês -
Tenho pessoas extraordinárias a meu lado, que juro que não sei como é que as tenho. Elas fizeram-me sair de casa, apanhar ar. Se fosse preciso apareciam em minha casa em menos de 5min com um saco de gomas, um quilo de gelados e uma mão cheia dos meus filmes favoritos. Continuei a ter boas notas. Comecei a me dedicar a outros projectos. Voltei às aulas de dança...

Alexandra Cardoso - Sim, lembro-me que és bailarina. O que sentes quando danças?
Ana Garcês - É difícil de explicar mas a dança sempre foi o meu refúgio. É o meu porto seguro, o que me faz continuar quando as coisas se tornam difíceis. Dançar ajuda-me a preservar a minha sanidade mental. A dança permite que eu me perca e me encontre ao mesmo tempo. Naqueles momentos em que a música dura e nós dançamos é quase como se cortássemos as linhas que nos amarram e, por segundos, podemos voar. Dançar é dançar. Não sei explicar melhor!

Alexandra Cardoso - Tens medo de alguma coisa?
Ana Garcês - Aranhas - e bichinhos desse género em geral. Tenho medo de alturas e de espaços fechados. Não tenho medo de multidões, mas elas deixam-me desconfortáveis. Tenho medo de morrer.

Alexandra Cardoso - Morrer ou perder quem amas?
Ana Garcês -
Um bocadinho dos dois. Tenho medo de morrer e de deixar todos aqueles que gosto para trás. Será que vão sentir a minha falta? Será que vou fazer falta sequer? Será que vou deixar algum legado? Será que a história se vai lembrar de mim? Será que vou marcar a história? São estes pensamentos que me assombram às vezes. O facto de eu ter genuinamente medo de morrer. Será que vai doer? Espero que não. Mas, olhando em retrospectiva, se calhar não tenho medo de morrer. Se calhar tenho pena. De tudo aquilo que vou deixar de ver: as flores, o sol, os sorrisos. De tudo aquilo que vou deixar de cheirar: livros novos, torradas quentinhas e bolos acabadinhos de sair do forno. De tudo o que vou deixar de tocar. De tudo o que vou deixar de sentir: sorrir até doer, a minha pele a aquecer ao sol. De perder a beleza do Mundo. É isso. Tenho pena.

Alexandra Cardoso - Uau, deixaste-me completamente sem palavras. :') És uma pessoa tão complexa mas tão simples ao mesmo tempo. Adorava conhecer-te mais um pouco mas depois desta resposta qualquer pergunta deixa de fazer sentido. Algumas palavras antes de terminarmos?
Ana Garcês - A ti, querida Alexandra, um obrigada! Por te teres lembrado de mim, senti-me honrada. A todos: bem, é sempre uma grande pressão termos de pensar em alguma coisa para dizer em último, essa normalmente é que que marca mais e é aquela que nos lembramos mais vividamente. Por isso acabo com uma das minhas quotes favoritas: “Every life is both ordinary and extraordinary - it is the respective proportion of those two categories that make that life appear interesting or humdrum.”

Alexandra Cardoso - Obrigada doce Ana!

16 opiniões super acertadas:

A tua opinião é sempre bem-vinda. ^^
Todos os comentários serão respondidos no próprio post.

  1. Gostei tanto desta entrevista! Por acaso não conhecia o blogue mas fiquei curiosa!
    beijinhoo*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Ana é apenas fenomenal! E o seu blog está extremamente bem estruturado. ^^

      Eliminar
  2. Bolas entrou-me uma coisa para o olho :')

    ResponderEliminar
  3. Parabéns por esta entrevista muito interessante e que me deu bastante prazer a ler. Fizeste perguntas muito interessantes e a tua entrevista respondeu sempre muito bem. Fantástico :)

    http://ummarderecordacoes.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  4. Adorei a entrevista !

    beijinhos*

    ResponderEliminar
  5. Gostei tanto!!!
    A "minha" Ana é a melhor! :)

    ResponderEliminar
  6. A Ana é mesmo um amor <3
    http://annluckindarkdays.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  7. Que entrevista interessante, muitos parabéns!

    Beijinhos xx
    www.helenaduque.com

    ResponderEliminar
  8. Gostei muito! E a foto está mesmo muito bonita!
    Se puderes passa lá no blog, talvez possamos seguir-nos ;)
    http://around-eliana.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  9. A Ana é uma pessoa incrível e esta entrevista está maravilhosa e é totalmente "Ana Garcês". Parabéns :)

    ResponderEliminar

A tua opinião é sempre bem-vinda. ^^
Todos os comentários serão respondidos no próprio post.

 

This blog's design was created by Alexandra Cardoso inspired in Dzignine's design.
©Alexandra Cardoso 2011-2014