Hello world! :)
Chamo-me Alexandra e tenho 24 aninhos. Estudo Ciências dos Computadores na FCUP mas o meu verdadeiro sonho é seguir Design Gráfico para o que sou formada através da escola FLAG com média de 17. Além disso sou uma aventureira e estou sempre metida em novos projetos, exemplo disso é este blogue que apesar de me fazer sentir feliz e realizada é atualizado sempre a pensar em vocês e no que gostam.
Este projeto nasceu a 24 de novembro de 2011 através do meu canal do Youtube já que estava a aprender a cuidar de mim fosse em roupas, saúde ou maquilhagem. A verdade é que na altura senti necessidade de criar o canal porque tinha muitas dificuldades nas coisas mais básicas e queria transmitir os meus problemas e como os resolvi a quem estivesse na mesma situação que eu. Tímida como era acabei por abandonar um pouco os vídeos e criar este blogue que estão a ler.
Para me conhecerem um pouco mais, além de me lerem e tentarem conviver comigo nos meus contactos (ver aba respetiva) podem ler estes posts e estas TAG's e darem-me a vossa opinião.
Sorrisos,
Alexandra :)

A 09/05/2014

EM sexta-feira, maio 09, 2014
Alexandra Cardoso Escreve

O sorriso mais doce do mundo. Foi assim que descreveram o meu sorriso. Disseram até que eu conseguia sorrir com o olhar de tão brilhantes que eles estavam. Via-se a felicidade genuína no meu rosto. E eu sentia-o. Foi tão bom. Eu sentia as borboletas na barriga só de pensar em ti. Sendo sincera acho que, apenas recordando aqueles momentos, consigo senti-las de novo. Aquele formigueiro tão sincero e vibrante.
.
Por um instante pensei que sentisses o mesmo. Dizias-me estar tão feliz. Dizias-me pensar em mim ao acordar, ao deitar, quase durante o dia. Falavas dos ciúmes e da dor que sentias se por acaso não era a ti que dava atenção. Falavas do vício que eu era. O teu desespero ao saber que podia não estar contigo. Também referias a paz interior que sentias ao meu lado mesmo sem ter que acontecer nada. E eu também a sentia. Bastava pousar a cabeça no teu peito ou receber a tua para também sentir a paz daquele momento. Já para não falar do teu sorriso. Muitos diriam que o meu seria muito mais bonito, talvez por eu querer transmitir ao mundo o quanto te amei. Mas, para mim, o teu era o mais belo de todos. Era o sorriso do homem que queria para sempre na minha vida. E que sorriso!

Prometeste aprender a amar-me e por um só segundo eu acreditei. Ninguém sente o que dizias sentir se não gostar da pessoa. Quis acreditar que era porque eu era a tal. Mas não deveria ter acreditado. Não me devia ter permitido sonhar e muito menos voar. Mas as asas das borboletas na garganta, na espinha, no estômago, percorrendo todo o meu corpo... tiveram mais força do que os meus pés que diziam querer estar na terra. Foi tão bom sentir o meu corpo contra o teu, foi tão bom sentir o sabor dos teus lábios por muita pressa que tivesses em beijar-me, foi tão bom poder imaginar que fazia amor contigo. Sim porque contigo seria fazer amor e nunca sexo. O que me ligava a ti era muito mais do que carnal. Era sentimento. O sentimento mais forte que alguma vez tivera por alguém.

Eu acreditei em ti quando me disseste que não me deixarias. Tentei não acreditar para não deixar o meu sentimento escalar. Mas era tarde demais. Quando me apercebi já era amor, e o amor mais puro que alguma vez tinha sentido. Acho que era por isso que via o mesmo nos teus sinais contraditórios. Acho que era porque queria ser feliz por um só momento. Acho que foi por isso que te peguei na mão e corri pela escadaria acima até chegar ao topo da montanha de gelo. Gelo sim, porque é isso que sinto agora.

O frio do metal que seguro nas mãos é gélido. Neste momento passo a mão pela tômbola e pelo gatilho. Esta arma dá-me um pouquinho de calma. Sei que posso terminar com estas lágrimas a qualquer instante. Posso acabar com a dor de andar aos trambolhões por esta vida fora. Talvez até consiga acabar com estas ilusões estúpidas que me fazem voar demasiado alto para que a aterragem não doa. Fá-lo-ei? Duvido. Neste momento pouco me importa a dor. Apenas quero recordar os teus olhos cor de mel e voltar a encontrar-te no paraíso.

7 opiniões super acertadas:

A tua opinião é sempre bem-vinda. ^^
Todos os comentários serão respondidos no próprio post.

  1. desgostos de amor podem parecer a pior coisa que nos acontece.. mas podem ser superados.. Podes ser feliz mesmo sem ele.. Neste momento chora, grita revolta-te.. Mas pensa que um dia o sol voltará a brilhar e encontrarás o teu tal..
    Nada acontece por acaso

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pelas tuas palavras mas eu estou bem, estou feliz! ^^

      Eliminar
  2. Amei os 2 primeiros paragrafos.
    Mostra e expressa a beleza e o poder de se tar apaixonado e isso é algo super dificil de se exprimir em palavras.
    O sorriso é das coisas que o ser humano tem mais de bonito.
    Quando conseguimos fazer a pessoa que gostamos sorrir de amor é das coisas mais bonitas do mundo.

    A partir daí o texto ficou cada vez mais forte e gostei e embora nunca tenha sido muito apologista que as borboletas dominam tudo em nós respeito teu ponto de vista.

    Andas é ultimamente a escrever historias de amor com finais mais dramaticos. Mas gosto do impacto e do contraste que isso causa. O amor pode levar à maior das felicidades e à maior das dores com facilidade.
    Continua os textinhos, tens muito jeito.
    Kudos pa ti.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só fiz 2 e uma delas só tem final dramático porque tu me disseste para o fazer, qualquer dia escrevo o final alternativo daquela fic.
      Mas concordo plenamente com tudo o que disseste. :)
      Obrigado pelas tuas palavras! ^^

      Eliminar
  3. Que texto soberbo, adorei! Acho que são de imensa intensidade, fiquei mergulhado e envolto nesta história. Parabéns pelo trabalho fantástico!

    http://ummarderecordacoes.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Assim deixas-me tímida. Muito, muito obrigado pelas tuas palavras. ^^

      Eliminar
  4. Uau, apesar do ser 'ar' dramatico, adorei a profundida do texto!

    Beijinho*

    ResponderEliminar

A tua opinião é sempre bem-vinda. ^^
Todos os comentários serão respondidos no próprio post.

 

This blog's design was created by Alexandra Cardoso inspired in Dzignine's design.
©Alexandra Cardoso 2011-2014