Hello world! :)
Chamo-me Alexandra e tenho 24 aninhos. Estudo Ciências dos Computadores na FCUP mas o meu verdadeiro sonho é seguir Design Gráfico para o que sou formada através da escola FLAG com média de 17. Além disso sou uma aventureira e estou sempre metida em novos projetos, exemplo disso é este blogue que apesar de me fazer sentir feliz e realizada é atualizado sempre a pensar em vocês e no que gostam.
Este projeto nasceu a 24 de novembro de 2011 através do meu canal do Youtube já que estava a aprender a cuidar de mim fosse em roupas, saúde ou maquilhagem. A verdade é que na altura senti necessidade de criar o canal porque tinha muitas dificuldades nas coisas mais básicas e queria transmitir os meus problemas e como os resolvi a quem estivesse na mesma situação que eu. Tímida como era acabei por abandonar um pouco os vídeos e criar este blogue que estão a ler.
Para me conhecerem um pouco mais, além de me lerem e tentarem conviver comigo nos meus contactos (ver aba respetiva) podem ler estes posts e estas TAG's e darem-me a vossa opinião.
Sorrisos,
Alexandra :)

A 15/09/2015

EM terça-feira, setembro 15, 2015
Alexandra Cardoso Escreve

 Filipe Branco - O blog do Fi - Autor d'"O dia em que nasci" - aquele que tranquiliza apenas com a sua presença

 

Alexandra Cardoso - Boa tarde Filipe!
Filipe Branco -Boa tarde, Misa!

Alexandra Cardoso - Quero começar por te agradecer teres aceite este convite. Embora só conheça o teu blog muito recentemente já me conseguiste cativar bastante com a tua personalidade e a tua escrita.
Filipe Branco - Obrigado pelos elogios e também por esta oportunidade de entrevista.

Alexandra Cardoso - Tal como eu não conhecia o teu blog acredito que muita gente também não o conheça (até porque é bastante recente). Assim sendo, queres dar-te a conhecer um pouco aos leitores?
Filipe Branco - Bem... posso dizer que sou um jovem escritor, que publicou o seu 1º livro há pouco tempo. Acrescento que sou apaixonado por artes em geral, viciado em ler, mas também em cinema e videojogos.

Alexandra Cardoso - Que livro é esse?
Filipe Branco - É "O Dia em que Nasci", que conta a estória do jovem Tomé, que é acorrentado numa cave pelo seu próprio pai.

Alexandra Cardoso - Quais as tuas motivações para o escrever? O que sentiste quando o tiveste nas tuas mãos?
Filipe Branco - A maior motivação é sempre a de tirar de dentro de mim vários sentimentos e estórias que se vão criando na minha mente. É brutal conseguir transferi-los para o papel. Quando tive o livro nas mãos senti uma arrepio e uma felicidade imensa que ainda nem sei explicar muito bem.

Alexandra Cardoso - Há mais alguma coisa que já te tenha deixado com os mesmos sentimentos?
Filipe Branco - Noutro sentido, sim, o meu coming out. Quando assumi aos meus pais a minha orientação sexual, como gay, foi bastante libertador também.

Alexandra Cardoso - Como achas que a sociedade vê as orientações sexuais não normativas?
Filipe Branco - Ainda vê com bastante preconceito ou pelo menos com bastante falta de informação correcta sobre isso. E quando há falta de informação gera-se o "desconhecido" e as pessoas têm medo do que não conhecem. Por isso existe a... homofobia. Mas creio que estamos a avançar bem noutro sentido positivo.

Alexandra Cardoso -
Para ti, quais as maiores falhas da sociedade? E as qualidades?
Filipe Branco - A maior falha para mim é haver uma falta de respeito enorme pelas pessoas que são diferentes da norma, seja pela orientação sexual, pela identidade de género, pela forma de vestir, etc. Ainda há muito a evoluir nesse sentido. E penso que outra grande falha é ainda existir muita gente que tem orgulho em ser ignorante, que não quer aprender, que não quer receber informação positiva.
Penso que depois da crise económica que foi muito forte nos últimos anos, e que ainda se faz sentir, as pessoas foram obrigadas a relacionar-se de outra forma, a serem mais generosas entre si. E numa altura em que as redes sociais afastam por um lado várias pessoas, também assistimos a outro fenómeno que é a mobilização de muitas pessoas por causas comuns. Isso é muito positivo.

Alexandra Cardoso - E as tuas falhas e qualidades? O que indicarias que marca mais a tua pessoa?
Filipe Branco - Um defeito: ser por vezes muito explosivo. Qualidades? Ser criativo, ter um bom sentido de humor e um apaixonado ... Outro defeito: ser demasiado tímido. As vezes gostava de me sentir mais solto.

Alexandra Cardoso - Criaste o blog para te conseguir soltar mais?
Filipe Branco - Sim, foi. E também para escrever sobre tudo o que me apetecer. Sobre os meus gostos. É um espaço livre.

Alexandra Cardoso - O que é que te faz sentir livre?
Filipe Branco - A escrita. E os meus amigos, a minha família, também me fazem sentir livre, pois permitem-se ser eu próprio.

Alexandra Cardoso - E o que te faz sentir preso?
Filipe Branco - O preconceito e a injustiça, quando me afectam, ou a alguém próximo. A ignorância de algumas pessoas também é um pouco limitadora por vezes e também pode prender-me, num certo sentido. Mas luto todos os dias para me livrar dessas prisões.

Alexandra Cardoso - Sei que vais fazer voluntariado em Itália. O que motivou a tal? Porquê Itália?
Filipe Branco - O que me motivou foi querer fazer algo diferente na minha vida, no sentido de ajudar os outros. Nunca fiz voluntariado internacional e queria viver essa aventura. Concorri a vários países, mas queria muito ir para Itália, por ser um país que queria conhecer há muito tempo. Assim acabei por juntar o útil ao agradável.

Alexandra Cardoso -
Porque é que queres tanto conhecer Italia? O que mais te fascina no país?
Filipe Branco - Porque já li muito sobre o país, porque gosto do cinema italiano, e porque tem uma cultura que me fascina, em qualquer tipo de arte.

Alexandra Cardoso - Acredito que vá ser uma marca para a vida. Talvez uma das mais importantes... Mas qual a mais importante até agora?
Filipe Branco - A mais importante agora... bem... é difícil decidir. Estou numa fase em que ando completamente a correr de um lado para o outro. Quero aproveitar ao máximo para participar no voluntariado em Portugal antes de me ir embora, quero despedir-me dos amigos e família, e estão todos em partes diferentes do país, e ainda quero fazer uma apresentação do meu livro... isto tudo antes do fim do mês. Depois estarei por Itália. Bem... acho que o mais importante por agora é não deixar de seguir os meus sonhos. São eles que me movem.

Alexandra Cardoso - E quais são os teus sonhos?
Filipe Branco - São esses que referi em cima. Continuar a fazer voluntariado. E a trabalhar com o livro... os livros.

Alexandra Cardoso -
Falando em sonhos, qual a tua história de encantar preferida?
Filipe Branco - Aiii... a sério socorrro!! Não acredito que tenho de responder a isto. Mas vá.. a minha história de encantar preferida é a da Pocahontas. Pois... não é bem de encantar, não tem um final feliz, mas é tão realista e inspiradora, que só por isso é a minha favorita. E até fico de lágrimas nos olhos só de pensar.

Alexandra Cardoso -
O que mais te faz chorar, para o bem e para o mal?
Filipe Branco - Para o bem e para o mal, o que me faz mais chorar é quando tenho de despedir-me das pessoas de quem gosto muito. É sempre horrível.

Alexandra Cardoso - És uma pessoa muito ligada aos outros?
Filipe Branco - Sim. Sou... muito ligado às pessoas que me fazem bem.

Alexandra Cardoso - Eu tambem te faço bem. :P Just kidding! Antes de acabarmos, queres dizer algo aos nossos leitores?
Filipe Branco - Sim. Quero dizer que leiam muito, cada vez mais, quanto possam. Pois ler faz-nos bem, faz-nos viajar, sonhar. Só traz coisas boas à vida.

Alexandra Cardoso - Obrigado pela entrevista Filipe. Devo dizer que foi delicioso conhecer-te um pouco mais. És mesmo querido. :)
Sorrisos,
Alexandra
Filipe Branco - ahahah Sou, sou. :P Obrigado, Alexandra. Gostei muito também. Abraços grátis. :)

1 opiniões super acertadas:

A tua opinião é sempre bem-vinda. ^^
Todos os comentários serão respondidos no próprio post.

  1. Gostei imenso da entrevista, muito interessante e cativante :D

    http://ummarderecordacoes.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar

A tua opinião é sempre bem-vinda. ^^
Todos os comentários serão respondidos no próprio post.

 

This blog's design was created by Alexandra Cardoso inspired in Dzignine's design.
©Alexandra Cardoso 2011-2014